Depressão é uma doença que altera o estado de humor da pessoa. Possui componentes físicos e emocionais, que estão ligados a disfunções químicas o cérebro. A depressão interfere diretamente na liberação de serotonina, dopamina e noradrenalina. Eles regulam o estado de humor, alegria, motivação e auto-estima.

Mas há algumas causas nutricionais que podem estar por detrás desta sintomatologia. A suplementação ajuda a melhorar os sintomas quando a deficiência está presente.

Fatores nutricionais que contribuem para a depressão:

-O excesso de açúcar, cafeína, álcool acabam com o equilíbrio emocional. Afetam as transmissões neurológicas e com isso o humor;
-Alto consumo de ômega-6 (soja, girassol e milho) e baixo consumo de ômega-3 (peixes);
-Deficiência de vitaminas e minerais;
-Excesso de proteínas na dieta;
-Inadequado consumo de carboidratos.

Sendo assim, as vitaminas são essenciais para melhorar o quadro depressivo: vitamina B1 (Tiamina) por exemplo, melhora a atividade mental e mantém o seu funcionamento adequado; a vitamina B6 (Piridoxina), mantem o bom estado do sistema nervoso. A vitamina B12 (Cobalamina), Aumenta a energia, alivia a irritabilidade e melhora a concentração e a memória. A vitamina B9 (Ácido fólico) atua na transmissão dos impulsos nervosos. A vitamina C (Ácido ascórbico): Vitamina do bom humor, essencial para acabar com a depressão. Sua carência leva á fadiga e a uma sensação de tristeza. E A vitamina E (Tocoferol) que ajuda o organismo de recuperar do estresse físico e emocional.

O aminoácidos são componentes das proteínas e se comportam como verdadeiros anti-depressivos naturais.O Triptofano é essencial para o cérebro produzir serotonina. Reduz a ansiedade e a tensão. A Fenilalanina favorece a memória e a atividade mental.

Antes de iniciar qualquer tratamento, consulte seu médico.

A depressão pode estar sendo causada por um cerebro “desnutrido” !

Desentoxique seu organismo e reponha vitaminas e minerais essenciais através do uso do Chlorella. Clique aqui e saiba mais.