Influenza, conhecida comumente como gripe, é uma doença viral e aguda.

A influenza pode ser dividida em 3 grupos: A, B ou C. A influenza tipo A, é causada por um vírus com mutação genética que combina vírus da gripe aviária, gripe suína e vírus da gripe humana.

Os primeiros casos de influenza A surgiram em 2009. O surto colocou em alerta a população e as autoridades de saúde, pois, por ser um vírus “novo”, a população não possuía nenhum tipo de defesa, visto que quase todas as pessoas já contraíram a influenza, mas até então somente do tipo B e C.

Os sintomas da H1N1 são mais fortes do que os da gripe comum: a febre é mais alta, dor no corpo mais intenso, fraqueza, tosse e coriza. O período de incubação (o tempo que o vírus permanece no organismo sem se manifestar), varia de 3 a 5 dias, e pode ser transmitida mesmo antes de aparecer os sintomas.

O contagio ocorre por contato direto com animais infectados, pessoas e objetos que estejam com o vírus, por via aérea e por gotículas de saliva. O vírus não é transmitido através da carne de porco, pois é eliminado durante o cozimento.

Por ser um vírus relativamente novo, o resultado para diagnostico pode demorar até 15 dias.

Esse ano, o Ministério da Saúde, vai iniciar a campanha de vacinação a partir do dia 30 de abril, e terá duração até 20 de maio.Na rede publica, a vacina é destinada para alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, profissionais da saúde, população indígena, pessoas portadoras de doenças crônicas e/ou acamadas.

Na rede particular as vacinas já estão disponíveis, e pode ser adquirida por qualquer pessoa, independente dos requisitos acima. O preço da vacina varia de R$80 à R$200 reais.